Portal Agora

DICAS DE SAÚDE!!! - TEMA: "ATIVIDADE FÍSICA E ALIMENTAÇÃO" (Por: Rodrigo Pereira)

Alimentação balanceada e atividade física caminham sempre juntas.

 

É importante que exista um equilíbrio entre ambas para que sejam conquistados os objetivos pretendidos, como perda de peso, ganho de massa muscular e manutenção do peso corporal.

A alimentação tanto dos indivíduos sedentários como dos que praticam esportes deve conter, em grande parte, alimentos que fornecem carboidratos, fontes de glicose, o principal combustível do nosso corpo e cérebro.

Mas não é qualquer alimento que resolve. Dependendo do intervalo que você tem entre comer e treinar, devem priorizar alguns nutrientes e dispensar outros, buscando melhorar o rendimento. "Até uma hora e meia antes do treino, coma proteína (ovo, atum, peito de peru), importante para a recuperação e a manutenção dos músculos, e carboidrato (pães e biscoitos integrais e frutas), que faz com que o organismo consuma açúcares e gordura durante o exercício", explica Alessandra Caviglia, nutricionista da Companhia Athletica, em São Paulo. 

"Sem glicogênio (a energia vinda dos carboidratos), o corpo tem mais dificuldade de queimar gordura. Pior, rouba proteína da massa magra para usar como combustível. E aí lá se vai o músculo e a gordura fica", diz Cibele Crispim, da RGNutri Consultoria Nutricional, em São Paulo. Além disso, existe o risco de hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue), que provoca tontura e até desmaio. 

Só dá para você comer uma hora antes do exercício? Então fique apenas com o carboidrato e dispense a proteína. Caso esse intervalo seja ainda menor (de 40 a 30 minutos) prefira biscoitos e pães refinados — eles ficam menos tempo no estômago e garantem a energia necessária para malhar. "A proteína tem uma digestão mais demorada e, ingerida perto da aula, pode causar mal-estar, atrapalhando o desempenho", diz Cibele. É por isso que aquele inocente iogurte consumido no caminho da academia parece brincar de vaivém durante a aula. 

Porém, terminado o treino, a proteína volta a ser bem-vinda. "O ideal é consumi-la na primeira hora após a aula, quando as fibras musculares, que sofreram micro lesões durante o exercício, começam a se regenerar", diz Cibele. Uma nova dose de carboidrato também é fundamental. "Ele vai ajudar o corpo a se recuperar do desgaste, poupando novamente o músculo", completa a nutricionista.

 

RODRIGO APARECIDO PEREIRA É FORMADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE MANDAGUARI (FAFIMAN) E ATUA NA ÁREA DE PERSONAL TRAINER.

 

Fontes:

http://boaforma.abril.com.br/dieta/aliados-da-dieta/lanche-antes-depois-malhacao-687665.shtml

http://www.copacabanarunners.net/malhar.html

http://www.cpfl.com.br/AtividadesFiacutesicas/AtividadeFiacutesicaeAlimentaccedilatilde/tabid/1525/Default.aspx

 

30/12/2013